quinta-feira, 30 de junho de 2016

Mundos de Final Fantasy

 Cocoon
 Eorzea
 Gran Pulse
 Eos
 Ivalice
 Nova Chrysalia
 Orience
 Spira
Valhala 
Gaia

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Cosplayer: Danielle Vedovelli


Essa cosplayer talentosa mora em Capão da Canoa/RS e pratica taekwondo. E ao que parece treina muito bem. Não só pelos cosplays que faz mas pelas fotos no Facebook e Instagram. Só para os marmanjos babando nela, ela mora com seu noivo. 
Ela começou, a relativamente, pouco tempo no mundo dos eventos. Sua principal, e mais conhecida customização, é a Tifa Lockheart. Em diversos estilos.
A própria Danielle Vedovelli produz suas roupas. Por incrível que pareça ela não sofre muito assédio, mesmo sendo extremamente bonita. Isso mostra como o pessoal dentro de lugares assim respeita as pessoas que fazem cosplay. 
Ela visa o divertimento acima de tudo. E tem páginas em especial no Facebook e no Deviantart.




terça-feira, 28 de junho de 2016

Mais uma cosplayer polêmica: Mizuno Atena


MIZUNO ATENA, chamada também de Lupita, quando criança, uma vítima de bullying na escola, fã de mangás, animes, histórias em quadrinhos e jogos, determinado a mudar, para ser melhor a cada dia e ajudar os caras que sofrem ataques de intimidação em diferentes meios de comunicação, onde agora se espalham. Amante de todo tipo de animal de estimação, especialmente cães. Fã de filmes de terror e ficção científica. E de programas e séries de suspense e terror na TV. Ela ama a vida e adora fazer cosplay e os sexys são o seu estilo favorito, mas tem mais de 20 roupas, incluindo vários dos Cavaleiros de Ouro de Saint Seiya em sua versão feminina, e mais de 300 fantasias de diferentes personagens, todos os tipos.
Mas o site AVAAZ, conhecido por fazer abaixo assinados via internet, quer proibir ela de entrar em eventos. Segue abaixo, traduzido pelo Google Tradutor, o texto do site:

"Acreditamos que Mizuno é uma ofensa para a comunidade para os animes, mangás, cosplay, devido à sexualização de seus personagens e a falta de aceitação crítica das pessoas que vêm para fazer alguns comentários a respeito de seus problemas. Cito o que eu encontrei em um comentário no FB

1. A má qualidade da sua carteira de fotografias, tudo sempre com a mesma pose, a mesma seleção de 5 faces diferentes e no mesmo ângulo no mesmo ambiente (tais "macuarras" cortinas)

2. Maquiagem simples e chata. Sua maquiagem não varia, é sempre exatamente a mesma, uma de cor diferente, cada traje vestindo, com cada personagem que ele interpreta, a composição é sempre o mesma (ou muito semelhantes) fazem sua aparição muito opacas e sem vida.

3. O óbvio mudar sua figura em fotografias e negação extrema de respeito. No não nos tornamos estúpidos, Mizuno Athena. Ela usa a vista aérea e Photoshop para favorecer a sua figura e não ser um problema se, pelo menos aceitá-lo. Todos estes problemas em conjunto, criam uma "cosplayer" (que já havia dito que não é um cosplayer e que o argumento desmentiu várias vezes pela forma como "única mascarada")
A "cosplayer" que não é dado conhecimento da maneira certa, que é repetitivo e não acrescenta nada de novo em si, servido os insultos dos outros (por isso não insulto muito bem no sentido mais puro da palavra) e é famosa por ruído em torno mas nunca para seus trabalhos. A garota diz ter mais de 200 figurinos, mas você só vê mamas, peruca e algum outro suporte, faz esses mais de 200 figurinos têm a mesma aparência ~ e não contar os materiais que você escolher não são sempre melhores. Por que é tão ruim cosplayer. Ou, como ela diria, por que é tão ruim "pessoa que apenas mascaradas"

Pedimos que esta personagem seja banida das convenções e negado o acesso a ela."

Para mim? Isso é uma tremenda bobagem. Não estou aqui defendendo ela por ser bonita nem nada parecido. Tem garotas mais bonitas fazendo cosplays por ai. O problema esta: se ela diz ter 200 cosplays e alguém acredita, ok! É meio bobagem para mim isso. Desperdício.
Pessoas assim não precisam de abaixo assinados se são incompetentes, elas são esquecidas por sua falta de incompetência. Acha o mesmo que a petição?



sábado, 18 de junho de 2016

Os preços estão abusivos nos eventos?


Estamos em junho, mas logo as aulas acabam e eventos muito bons até ocorreram na cidade de São Paulo vão ocorrer. O mais famoso, na área otaku é o Anime Friends. E outro que ocorre, nem tão conhecido, é o Festival do Japão. E sinceramente, mesmo com todo o hype do primeiro em todos esses anos, eu prefiro o segundo sempre. E tenho uma simples explicação para fazer isso. CARO DEMAIS!
Vamos por partes: O AF (como muitos chamam) é um evento sempre produzido, até onde sei, pela Yamato Comunicações & Evento, produtora de eventos pops japoneses. Sua fama se deve especialmente a esse evento, que não tem uma localização fixa. Mas nas últimas vezes, esse acontecimento ocorreu no Campo de Marte, já que parece ser um bom lugar para tudo aquilo. Boa escolha, comparado com as outras edições.
Enquanto isso, o Festival do Japão é produzido o KENREN – Federação das Associações de Províncias Japonesas no Brasil. A importância do evento é tão grande que você tem de saber que ele é colocado no calendário turístico do Estado de São Paulo. Além de tudo que temos no festival, contanto com tecnologia, atrações, gastronomia, história e entre outras coisas. Sem contar com os patrocínios como Brasil Kirin, Toyota do Brasil, Banco Toyota, Mitsubishi Corporation do Brasil, Honda, Denso, Subaru, Grupo Bandeirantes de Comunicação, Hikari, Mitsubishi Electric, HIS Brasil Turismo e Banco do Brasil.
Agora vamos aos preços:

-Anos atrás, o ingresso mais barato (relativo ao primeiro dia do Anime Friends) ficava por 35 reais. Hoje em dia esta 40. Ai você pensa, "aaah mas até que esta barato". Sim... Mas para o primeiro dia! O mais chato e com menos atrações internacionais ou com as menos empolgantes. E esse ingresso é do PRIMEIRO LOTE. Na porta fica 60! Detalhe esse preço inicial ai era 2008.
-O Festival do Japão, começou com um preço relativamente bem baixo para sua entrada: 10 reais. Hoje em dia, no evento de 2016 para ser mais preciso, vamos ter um evento que na porta, esta 23 reais. Quase metade do preço do AF. E esse preço não aumenta ou diminui dependendo do dia. Ou seja, você pode escolher o dia em que quer ir dependendo do seu gosto mesmo! Maravilhoso.

O que quero disser com isso? Eu amo eventos. E não posso ir em muitos pois os preços deles são altos demais. Eu não fui no Festival do Japão ano passado por complicações. Só que agora que estou como professor... Imigrantes! Me aguarde!
P.S.: Não pago nunca mais para ir no AF.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Kamen Rider! Henshin



Talvez um tokusatsu que mudou completamente de atitudes de sua criação, até sua forma atual (que eu detesto) é Kamen Rider. Nas primeiras obras, era comum um jovem rapaz ser capturado por uma entidade/grupo/organização/empresa maligna para ser transformado em um monstro para atacar a humanidade. Normalmente, este homem era moldado geneticamente com habilidades únicas (que por algum motivo lembram um inseto!) e poderosas! Se tornando um Kamen Rider, também chamado Masked Rider.
Inicialmente, os Kamen Riders tinham um visual e temática mais sombria. Shotaro Ishinomori, tinha esse plano, com isso faria personagens mais sombrios, assim como heróis, vilões e temáticas. E muitos outros heróis dessa linha surgiu. Assim, criando então uma nova franquia como metal heros e super sentais.
Só que depois de mais de uma década (ou até mais!), a ideia sobre estes heróis é hoje em dia mais comercial. Diferente das obras mais sérias atuais como Garo.
Entre os Kamen Riders estão:


  • Kamen Rider
  • Kamen Rider V3
  • Kamen Rider X
  • Kamen Rider Amazon
  • Kamen Rider Stronger
  • Kamen Rider Skyrider
  • Kamen Rider Super-1 (até aqui, já temos 9 Kamen Rider, mas listo aqui só os principais)
  • Kamen Rider Black e RX
  • Shin Kamen Rider
  • Kamen Rider ZO
  • Kamen Rider J
  • Kamen Rider Kuuga
  • Kamen Rider Agito
  • Kamen Rider Ryuki
  • Kamen Rider 555
  • Kamen Rider Blade
  • Kamen Rider Hibiki
  • Kamen Rider Kabuto
  • Kamen Rider Den-O
  • Kamen Rider Decade (que reuniu TODOS os Kamen Riders, além de se envolver com super sentais.
  • Kamen Rider Double (W)
  • Kamen Rider OOO
  • Kamen Rider Fourze
  • Kamen Rider Wizard
  • Kamen Rider Gaim
  • Kamen Rider Drive
  • Kamen Rider Ghost
Vale citar o seguinte sobre Kamen Rider:
  1. Chegou aqui no Brasil através da Manchete. O primeiro já exibido foi Kamen Rider Black. O clima da série que era boa, mas relativamente boa, ficou mais séria e sombria. E seu último episódio nunca foi exibido. O que veio em seguida, foi RX, que aproveitou a sequência e seu sucesso ainda usando o mesmo ator e personagem. 
  2. Kamen Rider Dragon Knight usou a mesma desculpa de Mighty Morphins Power Rangers. Usou a série clássica japonesa (Kamen Rider Ryuki) e criou uma série mais adulta, diferente de MMPR. Foi feito nos Estados Unidos (ou Canadá, creio eu) e foi exibido na extinta TV Globinho na Globo.
  3. Existem muitos Kamen Rider malignos, só que nenhum foi tão emblemático quando Shadow Moon. Sendo a contraparte de Kamen Rider Black (Sun Black, que foi erroneamente denominado no Brasil como Senhor Black), ele fez um enorme sucesso. Sendo utilizado muitas vezes como vilão até mesmo quando outros Kamen Rider se unem! Uma ameaça até depois da morte!

sábado, 11 de junho de 2016

Chega... Não consigo mais assistir Dragon Ball!

Por qual motivo eu não assisto mais Dragon Ball? Bem, vejamos:
Quando se é jovem e BEM impressionável (não que eu seja muito diferente hoje em dia), você pode curtir muitas animações. Sem diferenciar obras shounen e sua profundidade e elaboração de roteiro. Não é algo parecido Yu Yu Hakusho, Hunter X Hunter e Full Metal Alchemist para outras obras como Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball ou outras obras boas, mas que não tinham um roteiro tão bom. Antes de qualquer coisa, não estou falando que a história não é boa, mas que seus roteiros não são originais.
Prova disso? Vejamos em Dragon Ball GT. Akira Toriyama disse que queria voltar a raiz do Dragon Ball clássico, ou seja, quando Goku era criança caçando sempre as Esferas do Dragão. O problema é que mesmo tentando seguir esse padrão de história, eles cairam na mesmice de colocar combates épicos mais para frente com o aparecimento de Baby, Super Androide 17 e os Dragões das Esferas Negras (essa parte nem eu me lembro). É bem diferente de Yu Yu Hakusho, que mesmo passando para um lado de pancadaria, consegue ter um pouco de comédia e vai para um lado psicológico. Podemos ver isso na obra de Yoshihiro Togashi com a saga do território, onde Yusuke e companhia, tem que usar seus cérebros para combater os inimigos. E na saga do meikai, nota-se que os personagens estão em seu ápice, ainda assim, parece que eles estão mais velhos, notando suas próprias fraquezas e limites. Coisa que não existe em Dragon Ball. 
Em DB, Z, GT ou Super, você sabe que Goku não vai perder! Simples assim. Na saga de Cell, muitos acreditavam que quem assumiria o manto de protetor da Terra seria Son Gohan, filho mais velho de Goku. Mas todos sabemos que nesse ponto da história, ele deixa de ser tão combativo que faz a saga ficar fraca. Quer ver coisa pior? Em GT, quando Goku, Pan e Trunks viajam para o espaço, o herói enfrenta perigos no espaço. Mas até Baby ir para o nosso planeta, nenhum inimigo aparece. Sendo que sempre apareciam inimigos surgindo uma hora ou outra. Sem contar que todos os personagens são patéticos e sempre apanham! Vegeta inclusive. Isso pois é o personagem que mais gosto da história!

Agora, vamos ver DB Super. O status quo nunca muda, até mesmo aqui! Tem um torneio, que não se confirma agora. Vai se confirmar, talvez, no fim de Super. Sempre temos esse elemento em obras com combates. Mas praticamente, foi Dragon Ball que criou isso. Mesmo Naruto usa isso, mas conseguiu fazer isso de uma forma mais justificável. E para completar: vão usar Mirai Trunks. Utilizar um personagem que é um dos mais adorados da história é sempre um meio de chamar a atenção. Ok... Ai além disso anunciaram que surgiria um Goku Black, uma versão maligna de Son Goku. Alguns especulam que ele seja um androide ou até uma versão alternativa. Bem, visto que ainda vai ter mais uma saga depois dessa... Faz alguma diferença? Você sabe que Goku vai ser do bem, ele vai vencer e nada vai mudar MESMO QUE ELE MORRA! Compreendem a minha raiva?
Quando vi em Saint Seiya as histórias de Saga G, Soul of Gold, The Lost Canvas e até o horrível Omega... Algo, tecnicamente mudou! Mesmo que fosse só o foco da história! E os personagens não eram imbatíveis!
Isso foi o mais próximo que vi de mudança na história INTEIRA!

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Mitologia real usada nas summons de Final Fantasy

Entre as criaturas míticas de Final Fantasy (com relação as summons) temos:


  • Quetzacotl, antiga divindade pré-colombiana que é uma mistura de cobra com ave. Tem controle sobre o clima.
  • Shiva, outra divindade, dessa vez indiana. Ela faz parte de uma trindade em que Brahma (Brafma) criava o mundo, Vishnu o mantinha e Shiva destruía ele. Na verdade isso é só uma representação hindu de começo, meio e fim.
  • Ifrit ou Efreeti, é um gênio com origem no Oriente Médio. Lá, diferente dos gênios que conhecemos dos contos-de-fadas, ele possui poderes relativos ao fogo e dificilmente são aprisionados. O rei Salomão teria controle em seres como esses, como os de outras classes, como os djinns.
  • Siren, ou em português, sereia. Ser mitológico de várias culturas. Mas em especial da grega. no qual ela atraia seres humanos para a água através de sua voz melodiosa. Vários heróis teriam que sobreviver a seu dom de encanto. Representadas antes com 
  • Brothers é uma dupla de minotauros. Estes seres são seres da mitologia grega que tem corpo de homens, mas com a cabeça de touro. A parte "minos" se deve a estar ligado ao antigo rei Minos.
  • Diablo, que seria a leitura espanhola para diabo. Um ser maligno que é sempre citado na cultura católica judaica apostólica romana.
  • Carbuncle ou carbúnculo. Os primeiros colonizadores da América do Sul teriam visto esses animais que se assemelhavam a cães e gatos com uma pedra brilhante.
  • Leviathan ou leviatã. Na Bíblia ele é uma criatura enorme do mar e inimigo de Deus. Com poderes de cobrir o mundo!
  • Cerberus ou Cérbero, o nome de um enorme cão com três cabeças. Ele é o guardião colocado por Hades para impedir as almas de fugirem do reino de seu mestre. Foi derrotado por Hércules e enganado por Orfeu na mitologia grega.
  • Alexander ou Alexandre, fazendo referência ao rei e antigo líder da Pérsia, Alexandre, o Grande. 
  • Bahamut, na mitologia árabe, onde seria um imenso dragão. Por isso que seu nome quase sempre significa seres enormes ou colossais. 
  • Phoenix ou fênix. Mesmo aparecendo em várias mitologias do mundo, sua fama vem mais da lenda grega. Nela, a ave morre sempre em chamas para voltar das cinzas, mostrando o eterno ciclo da vida. Nascer, viver, morre e renascer das cinzas através de outra vida.
  • Eden, que faz uma clara reverência ao Paraíso (Jardim do Éden) da Bíblia e Torá.
  • Odin, pais dos deuses da mitologia nórdica. Sua forma no jogo é bem diferente da divindade original, apesar que sua montaria esta exatamente como na lenda.
  • Gilgamesh foi um rei da Suméria, onde sua história tem caráter semi-lendário.
  • Titan, é uma referência aos seres anteriores aos deuses dos mitos gregos. Boa parte deles foi aprisionada por Zeus depois de uma guerra entre as duas raças.
  • Ramuh, conhecido normalmente como Indra na mitologia hindu. Ele é mais uma das divindades desse panteão e controla os trovões. É representado por um homem bem idoso e de barba longa.
  • Knights of the Round ou Os Cavaleiros da Tavóla Redonda. Aqueles que serviam ao Rei Artur, líder celta e cristão que consegui unir a Inglaterra nos mitos daquela terra.

Espero que tenham gostado desse post. Pois deu um trabalho... Pequeno. Mas é natural reclamar de tudo! kkkk


sábado, 4 de junho de 2016

Algumas coisas que nunca notamos em FMA

Bem aqui vão algumas coisas que talvez você não saiba sobre Full Metal Alchemist. E por qual motivo estou falando disso? Simples: EU ADORO ESSE ANIME!
  • Mesmo seguindo rumos diferentes e possuindo personalidades diferentes, os Hoheheinens, pais dos irmão Elric, são parecidos em alguns pontos. Enquanto em Brotherhood (e mangá), ele abandona sua família para enfrentar o Pai, e se culpar pelas almas de Xerxes, o do primeiro anime se afasta pois seu corpo esta se deteriorando sem deixar seu corpo atual. O final do personagem em Brotherhood foi mais lindo, visto que ele teria prometido passar seus últimos momentos com Trisha, sua esposa e mãe de seus filhos. E o faz diante do túmulo, se deteriorando, visto que as almas dentro de si, já conseguiram a liberdade.
  • Basicamente, Hoheheinen, o Alquimista da Luz, o personagem do primeiro anime, não é literalmente o pai de Alphonse e Edward. Pense bem: ele passava de corpo para corpo, assim como Dante, usando a alquimia proibida, ou seja, a transmutação humana. Até ai tudo bem, só que então, seu corpo não é o seu. É o de uma pessoa qualquer que ele usou para viver mais um pouco. Tanto que isso não é perfeito, já que ele perde seu corpo com o decorre do tempo. Detalhe: Envy é um homúnculo, filho de Hoheheinen! Ou seja, Ed e Al são seus meio-irmãos.
  • Os automails são uma peça de tecnologia inspirada em textos steampunks. Isso nada mais é do que tecnologia em que se usa mais detalhes antigos, um pouco mais atrasado de maquinário. Na verdade, quase sempre usam vapor como modo de locomoção nos livros. Em seus elementos de constituição fibra de carbono, fibra de vidro, cromo, níquel e alumínio, entre outras matérias. É necessário certo entendimento, não só de mecânica para colocar um automail, mas também de anatomia. Afinal, muitas vezes, um desses membros tem de ser trocado, e seus usuários podem aumentar de tamanho quase sempre.
  • A alquimia de Xing, basicamente, lembra mais os modos e medicinas da China antiga. Como funciona, e os momentos em que isso é citado, demonstram uma similaridade com técnicas antigas desse país. Tanto que o próprio Hoheheinen viajou para lá, com a finalidade de pesquisar algo que pudesse lidar com o Pai. Tempos depois, o irmão de Scar descobriria sobre a alquimia do território "oriental". Sendo que a alquimia amestriana usa a energia que se desprende da terra com o movimento das placas tectônicas. Já a dos "xingianos" usam algo chamado Pulso do Dragão, um método mais refinado e mais poderoso de obter êxito com isso.
  • Podem existir outros métodos de alquimia. Pense bem, o Pai, que começou como um mero homúnculo, guiou todo a um determinado meio de transmutar as coisas. Mas já existiam estudos de outros lugares sobre essa ciência. A prova esta que Xing também possuía outro estilo. Mas no anime Full Metal Alchemist, o primeiro, a energia também tem uma outra origem. Ela seria carregada com a força de almas morta no "mundo real", como aparece na série e no filme Conqueror of Shambala.
  • Nos podemos ver que muitas das regiões e etnias de FMA são inspiradas em várias das reais. Entre elas ciganos (Ishval), alemães (Amestris), Xing (chineses e orientais), Drachma (russos), entre outros. 
  • Qualquer um pode fixar almas em armaduras, ou até mesmo em outros corpos. Ainda assim, ambos os processos podem ser extremamente difíceis. Porém, nem todos tem a devida sorte sobre esse assunto como foi com os Elric. O motivo? O sangue de Ed. Como irmão esta ligado sentimentalmente e geneticamente ao Alphonse Elric, "facilitando" o processo. Sem contar que ele sacrifica seu braço inteiro nesse processo. Caso contrário, o personagem não teria tido tanto sucesso como ocorreu nos outros casos. 
  • Envy é o filho de Hoheheinen com Dante, isso fica claro no primeiro anime!

sexta-feira, 3 de junho de 2016

The Kira Justice: uma grande banda de anime (MESMO!)



Já se imaginou indo a um show de rock para curtir músicas de sucessos da TV que fizeram a sua infância, como a abertura do desenho Pokémon, ou a Marcha Imperial de Star Wars?
Essa é a proposta da banda porto alegrense The Kira Justice: O que marcou a infância da geração anos 80 e 90 na TV com uma dose de rock. As músicas de composição da própria banda também são todas inspiradas nesses clássicos. Em alguns anos, a banda já se apresentou por vários estados brasileiros. Muitos desses shows são em eventos de anime, encontros entre fãs de animações japonesas que reúnem milhares de pessoas em suas edições.
Me lembro de já ter visto eles em eventos de São Paulo mesmo. E foi lindo!
Sua atual formação são Matheus Lynar, Sarissa Lynar e Felipe Mimura.
O quarteto é um fenômeno na internet, superando os 70 mil ouvintes no site MySpace, além de milhares de fãs no Twitter e Facebook.